Arquivo da categoria: TEXTINHOS

Feliz aniversário!

Eu poderia começar esse texto dizendo o quanto te acho maravilhosa, mas eu já falo isso tantas vezes que nem teria mais graça, então hoje decidi que não te acho maravilhosa.

Hoje eu te acho todas as outras palavras que substituem a palavra maravilhosa, que segundo o sinonimos.com.br são: fascinante, encantadora, bonita, bela, espantosa, estonteante, magnificente, estupenda, impressionante, radiante e várias outras palavras muito sofisticadas.

São tantos sinônimos que dariam uma página inteira, mas mesmo existindo diversas palavras que substituem a que eu mais gosto, eu ainda não conseguiria te definir. Porque você é isso, algo indefinível. É como tentar explicar sensações e sentimentos, você tenta de diversas maneiras mas nunca consegue achar as palavras perfeitas. Você só sabe que existem e que estão dentro de você fazendo seu coração pulsar, seus lábios sorrirem e seus olhos brilharem. E você é uma dessas sensações indefiníveis.

Quando pensei em escrever seu texto de aniversário veio a mente diversas possibilidades poéticas, mas daí eu comecei a escrever e não saiu como eu esperava. Saiu do meu controle! Como tudo o que envolve você.

Eu sempre achei que tinha controle até que te conheci. E antes que pareça algo ruim, não é não! Porque o universo me mostrou que a falta de controle tem cabelos cacheados, olhos brilhantes, sorriso encantador e uma voz doce. Então não me restou alternativas a não ser deixar a falta de controle entrar na minha vida. E ela vem todos os dias me descontrolando.

Mas como uma curiosa nata (não do creme de leite) eu sigo tentando entender porque nossas vidas se cruzam tantas vezes, como se fosse surgir uma explicação científica sobre isso. Acho que nunca vou entender e talvez nem precise, porque toda vez que falo contigo é tão natural que eu nem me lembro mais de querer entender. 

Então hoje eu queria frisar o quanto você desconstrói todos os dias o que eu achava saber sobre o universo e sobre encontros da vida. Nesse dia eu queria que soubesse o quão feliz eu fico pela sua curtida na minha foto enquanto estava querendo ficar com minha melhor amiga (risos). Nesse dia eu também fico feliz por ter te conhecido e sido abandonada sozinha na cama de um desconhecido (risos²). E nesse dia eu fico imensamente feliz pelos muitos momentos que já conseguimos criar e pela quantidade de coisa que me ensinou.

Feliz aniversário! Que seu dia seja tão incrível quanto você é!

Com amor, Sara!

Sentir

E foi tentando achar palavras para te descrever que cheguei a conclusão de que não precisava te descrever

Foi durante tentativas fracassadas de textos que eu entendi que só precisava sentir

Sim, sentir

De todas as coisas que aprendi com você, sentir foi a mais importante

 

Sentir a brisa gelada numa noite fria

Ou as ondas de calor num dia ensolarado

Sentir o movimento dos corpos enquanto dançam e seus corações acelerados

Sentir a música enquanto toca e não só ouvi-la

Mas entender tudo que dá vida à ela

 

Sentir, uma palavra tão pequena e ao mesmo tempo tão grande

Conhecida por muitos, mas entendida por poucos

Palavra essa que você domina e dá sentido de forma graciosa e natural

 

E é isso que eu mais gosto em você

Suas diversas formas de sentir

 

Seja enquanto canta ou quando sorri

Quando fica empolgada com algo ou quando não para nenhum segundo de falar

Quando se perde e ainda mais quando se encontra

E não posso esquecer de quando me olha com seus pequenos e brilhantes olhos

Ta aí sua forma mais sincera e marcante de sentir

 

Se eu pudesse acrescentar mais um sentido a você, escolheria o de te ver como eu te vejo

Se você se visse com meus olhos entenderia o quanto é bonita por dentro e por fora

Se ouvisse com meus ouvidos sentiria o turbilhão de sensações que sua voz provoca

E se sentisse como eu me sinto saberia o real significado da palavra especial

Você

Foram duas, três, talvez até quatro tentativas de começar esse texto

Comecei pelo começo, pelo meio e até pelo fim

Mas nenhum parecia bom suficiente, nenhum descrevia tudo o que eu queria dizer

Então, não me restou alternativas a não ser começar pelo o que eu mais gosto

Começar por você

 

Você, segundo o dicionário, pronome de tratamento

Segundo eu, garota de riso doce, gargalhada adorável e voz sensual

Calma, antes que o constrangimento te pegue e a faça refém, eu explico

 

Sua sensualidade vai muito além do senso comum

É sensualidade em forma daquele bom dia rotineiro e até mesmo na falta dele

Quando fala demais e ainda mais quando fica em silêncio – ao som dos suspiros graciosos e vezes envergonhados

Tem também quando sorri e, meus Deus, quando gargalha

É tanta sensualidade que nem o dicionário conseguiria descrever, imagina eu

 

Enfim, sigo tentando manter o foco

E qual é mesmo o foco? Ah, você e os motivos pelo qual te escrevo

São tantos que talvez não caiba aqui

Talvez mereçam vários textos, várias pequenas explicações

Ou talvez sejam desculpas para voltar a te escrever

 

Só me resta finalizar por aqui, mas veja bem

Pensei, pensei e pensei mais um pouco sobre como dar um fim a esse texto

Mas daí cheguei a conclusão de que não quero finalizar

O texto, a história e muito menos a sensação de ter alguém pra escrever

Feliz 5 de março

Depois de mais um ano de vida algumas coisas aprendi. ~Porque aniversários tem dessas de fazer pensar sobre os últimos acontecimentos.~ Primeiro, as coisas sempre podem piorar, de verdade. Aquela frase clichê que diz que “nada pode ficar pior do que está“, meus amigos, tenho um conselho, não a falem em voz alta. Segundo, não criem expectativas sobre os outros, seja quem for. Na verdade, crie uma só, de você. Só você pode suprir suas expectativas. As pessoas não se importam tanto quanto você. Não as culpem.

Tá aí um terceiro conselho, não culpem os outros pelas suas expectativas. Quarto, não perca sua essência, mas também não fique fixado nela. Mude, porque as pessoas mudam. O mundo muda.
Outra coisa, não faça (ou dê) esperando nada em troca, não é sincero, além de que você pode se decepcionar.

Quinto (ou seria sexto), seja sua pessoa. Não existe ninguém no mundo que pode te amar, cuidar, respeitar ou fazer algo por você do que você mesmo.
Próximo conselho, as coisas tem um fim. Seja a paixão, amizade, companheirismo ou um pote de sorvete. Tudo uma hora acaba!

Por fim, mas não menos importante: aniversário é só mais um dia no ano! Demora, mas uma hora você descobre que o dia não é seu, como dizem por aí, e que você não vai acordar e as coisas serão mágicas ou especiais como num desenho animado. Apenas aceite e comemore por estar vivo e com saúde.

Céu pintado a paint

Sua leveza, sua doçura
Sua forma de levar a vida
Sua vida levada

Seu brilho
que ganha até do céu mais estrelado,
e olha que amo muito as estrelas

Seu sorriso…
como um beijo de boa noite, uma notícia boa no fim do dia, um café em dia gelado ou só um abraço apertado

Sua alma
Leve, pura e verdadeira
Encanta, canta e dança

Azulada de um único tom como um céu pintado a paint, outrora talvez cinza como um dia nublado prestes a chover                                                                                                                         Mas sempre linda, única e marcante como o céu
Melhor, como a sensação de olhar para o céu

É isso!
Você é como a sensação de olhar para o céu

Quem é sua pessoa?

quem_e_sua_pessoa_dica_amiga

Você lembra da última vez que abraçou aquela pessoa que partiu? Lembra quais foram as últimas palavras que disse? Ou será que lembra do que fizeram juntas pela última vez. A gente nunca espera que seja a última vez até que realmente se torne a última vez. Enquanto isso não acontece é apenas mais um momento como outro qualquer e nada é diferente ou especial. Por que se lembrar? É claro que teremos outros momentos mais importantes. Até que se torna o último.

Quando acontece você tenta ao máximo relembrar cada detalhe, tenta sentir o momento, tenta voltar ao momento. Se esforça para que não tenha perdido nada e se apega no que ainda sobrou de lembrança. Se culpa por não ter prolongado, por não ter dado o valor que realmente merecia e fica se perguntando porque não fez diferente.

Você teria feito diferente se soubesse que era a última vez?

Teria dito que amava, que se importava e que estava feliz? Teria tentado explicar como se sentia só pelo fato de estar ao lado desta pessoa, ouvindo sua voz, apreciando seu sorriso e a forma como enxerga o mundo? Teria mostrado o quanto aquela pessoa era importante na sua vida e que sua partida faria tudo mudar?

Você realmente teria dito ou feito algo se soubesse que aquela seria a última vez?

Você não pode fazer diferente, voltar a aquele momento e mudar como as coisas aconteceram, mas você pode parar, pensar e se perguntar quem te faria fazer diferente. Quem você não gostaria que partisse agora sem saber o quanto é especial. Para quem você não disse palavras de carinho e afeto. E para quem você esqueceu de dizer que ama e que te faz a pessoa mais feliz do mundo apenas por existir. Quem é sua pessoa?

Mudança

texto_mudança_dica_amiga

A mudança dá medo. Ela embrulha o estômago, tonteia o corpo e faz o coração bater mais rápido. Ela assusta e nos faz querer continuar na monotonia, mas ao mesmo tempo, enquanto faz seu corpo ter todas estas sensações, instiga e causa curiosidade.

Muitas vezes não temos coragem de passar por todas estas sensações, muitas vezes achamos que não vale a pena, por isso, desistimos e continuamos seguindo em frente. Mas às vezes somos obrigados a aceitar a mudança, quer você queira ou não. É aí que a mudança dá medo!

Mas sabe, é reconfortante pensar que depois da mudança vem o aprendizado. É reconfortante ter algo para se reconfortar.

Em meio ao caos diário buscamos pelo nosso porto seguro, nosso reconforto. Estamos todos em busca deste tal reconforto porque é difícil seguir sem ter algo para se agarrar. É difícil estar sozinha e é difícil perceber que tudo está desaparecendo como pó em meio a ventania. Corremos para todos os lados tentando catar o que ainda sobrou, mas somente o que resta são lembranças do que um dia foi aquele pó. Lembranças que doem, lembranças que machucam.  A mudança dá medo e é difícil, porque se fosse fácil nunca escolheríamos por ela.