Seja bem-vinda, transição capilar

transicao_capilar_o_comeco_dica_amiga

Fazem mais de 5 anos que aliso meu cabelo e até então isso fazia parte da minha rotina. Duas vezes ao ano eu precisava ir até minha cabeleireira para retocar a raiz, desembolsar em média 180 reais a cada ida e perder, no mínimo, 4 horas do meu dia. A parte mais difícil sem dúvida era o dinheiro, sempre foi. Eu parcelava em 2 e até em 3 vezes se fosse possível e passava todos esses meses pagando enquanto meu cabelo crescia e eu me desesperava ao saber que precisava fazer tudo de novo. Essa foi minha rotina durantes todos esses anos. Foi!

Antes de chegar na parte em que decidi parar de alisar meu cabelo e entrar numa transição capilar, preciso contar um pouquinho sobre o motivo de ter começado a alisar o cabelo.

Porque decidi alisar o cabelo

Eu sempre tive cabelo liso e pelo o que eu me lembre nunca tive problemas com isso, na verdade eu nem tenho lembranças do cabelo liso. No início da minha adolescência, provavelmente por causa dos hormônios, meu cabelo foi desenvolvendo uma nova textura. Não era enrolado, cacheado e nem crespo. Era um cabelo sem forma e isso me incomodava muito. Era um problema enorme para minha autoestima porque eu não me sentia bem. Eu sempre deixava amarrado num rabo de cavalo ou num coque, e por um bom tempo esses foram os penteados da minha vida.

Até que um dia, depois de juntar um sofrido dinheiro, minha vó pagou um alisamento definitivo para meus cabelos. Eu esperei muito por aquilo e foi um dia muito feliz. Eu tinha os cabelos que sempre quis, podia deixar solto sem me preocupar com nada.

Durante o processo de alisamento, as 2x por ano que precisava retocar, passei por vários profissionais e adquiri algumas histórias e desastres para contar. Como por exemplo o dia que resolvi economizar dinheiro e ir num profissional mais barato. Teria sido uma ótima ideia se não fosse pelo fato do meu cabelo ter caído e ficado uma parte bem grande da raiz ao estilo “raspado”. Segundo a profissional, foi culpa do estresse e dos hormônios. Tá bom!

Demorei um tempinho até achar um profissional que fosse bom e que cobrasse um valor justo pelo trabalho, que não é nada fácil. Achei e passei boa parte dos anos de alisamento definitivo fazendo com ele. Ela no caso, minha querida Fran do salão Pérola Negra.

Meu último retoque foi em dezembro do ano passado quando eu cheguei a cogitar a ideia de parar de alisar o cabelo, mas desisti pelo fato de estar a poucas semanas de ir viajar e não ter tempo para cuidar do cabelo. E também porque descobri que uma transição capilar poderia durar até 2 anos.

Porque decidi PARAR de alisar o cabelo

Este ano senti que algo estava errado e comecei a me questionar sobre isso. Comecei a ter curiosidade em saber como é meu cabelo ao natural. Eu nunca soube, nunca deixei ao menos ele tentar se apresentar para que eu pudesse gostar. E não é justo comigo e nem com ele tal atitude. Por isso, e também pelo fato do meu cabelo ter começado a cair absurdamente, talvez porque ele esteja cansado de tanta química, decidi parar e aceitar quem eu sou.

Todo mundo diz que o primeiro passo é a aceitação, então eu acho que já comecei bem. Comecei aceitando que não tenho cabelos lisos e que eu gostaria muito de descobrir meus cachinhos e amá-los, tanto como eu amava os fios lisos. E comecei a aceitar que está por vir uma longa e difícil trajetória de transição capilar.

transicao_capilar_foto_3_ondinhas_dica_amiga

Já foram 4 meses desde meu último alisamento, o que resultou em uns 3 a 4 dedos de raiz natural. Alguns cachinhos que estão abrindo seus olhinhos e querendo ver o mundo. Confesso que fico emocionada toda vez que olho para aqueles fios que já sabem o que querem da vida. É meio bobo, eu sei. Mas ontem mesmo eu fiquei admirando em frente ao espelho como eles já estão criando forma e onda.

Eu sei que o processo é muito longo e também sei que não vai ser de um dia para o outro que terei um cabelo comprido, enrolado e natural. E isso me incomoda um pouco, confesso. Mas espero manter a empolgação e toda esta força de vontade nos próximos meses e, futuramente, voltar aqui com um lindo texto e fotos dos meus cabelos naturais.

Anúncios

Marcado:, ,

2 pensamentos sobre “Seja bem-vinda, transição capilar

  1. Dica do dia #01- Co-wash | Dica Amiga julho 7, 2016 às 9:22 pm Reply

    […] eu disse no último post, estou em processo de transição capilar, o que significa que estou deixando meu cabelo natural […]

  2. E a transição capilar? | Dica Amiga julho 8, 2016 às 11:24 pm Reply

    […] meses se passaram desde que compartilhei com vocês que estava em transição capilar (veja aqui). Eu ia começar este texto dizendo que faziam três meses que havia começado minha transição […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: