Um texto de virada de ano

texto sobre o ano de 2014 - Dica Amiga

Já estamos sete meses dentro de 2015 e é meio tarde para comentar sobre o ano passado, porém senti necessidade de falar sobre ele já que não havia parado para refletir sobre tudo o que aconteceu.

2014 foi um ano louco! Amontoado de descobertas, experiências, ilusões, lágrimas, risadas, abraços, amor, gastos excessivos, nome sujo e pessoa nova. Foi um ano incrível em vários sentidos, porém é aquele tipo de ano em que você agradece por ter terminado na esperança de que o próximo seja diferente. Se tivesse uma palavra para definir 2014 seria experiência! Por mais que o ano tenha sido sofrido – literalmente –, isso fez com que eu me tornasse uma pessoa mais forte em relação a sofrimentos. Não me desespero mais e não me iludo também com a chance de não haver sofrimentos na vida. Isso de achar que a vida é totalmente linda, mentira! Nada é 100% lindo e eu posso garantir que em algum momento a vida vai te mostrar isso. E não vai ser delicadamente!

Acho que nunca havia tido experiências o suficiente para conhecer o mundo, então 2014 veio para me mostrar isso. E eu agradeço! Se sou uma pessoa forte hoje é porque tive que descobrir na pele como ser. E olha que isso não foi uma descoberta que fiz só em 2014. Isso estava presente na minha vida há anos, mas realmente me dei conta do tamanho da minha força quando tive que levantar a cabeça e enfrentar os problemas que estavam todos jogados sobre mim. Uma mudança de casa, um carro batido, alguém que foi embora e nunca mais vai voltar, nome sujo, emprego perdido e contas chegando a todo momento! Esse foi o histórico do meu ano, porém ao mesmo tempo que tudo vinha sem pudor nenhum, coisas boas também aconteciam para mostrar que nem só de sofrimento vive uma pessoa. Amigos maravilhosos para desabafar e ganhar abraços de conforto, independência e, uma surpresa de Deus enviada de presente para mostrar que a vida é maravilhosa.

Eu sei que está tarde para comentar sobre 2014, afinal, estamos terminando metade de 2015, mas nunca é tarde para refletir sobre a vida e como ela te oferece muitos altos e baixos. Então, se eu pudesse dar uma dica amiga para vocês depois de todo este resumo do meu ano passado, eu diria para viver e não se preocupar totalmente com as consequências dos seus atos. Eu sei que isso é muito importante e quem me conhece nem imaginaria eu aconselhando algo assim, porque sou totalmente preocupada com as consequências. Mas o que aprendi com esse último ano é que você não pode perder tempo se preocupando com o que pode e o que não pode. A vida é muito curta e você pode perder ela a qualquer momento, então apenas viva! Faça aquilo que te der vontade e não tenha medo das opiniões alheias. Viva e aproveite cada segundo do seu dia, porque daqui alguns anos você pode se arrepender de não ter feito isso. E lembre-se: a vida não pode ser economizada para amanhã.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: